Muitos Amigos e Companheiros têm reclamado que gostariam de conhecer minhas opiniões sobre os assuntos do dia-a-dia, sobre as matérias dos noticiários, etc. Sempre ignorei tais instâncias porque, em primeiro lugar, pouca importância dou ao que a imprensa burguesa veicula, e, segundo, não entendo a relevância da opinião pessoal de um indivíduo que nunca se notabilizou em coisa alguma e que é o famoso “lustre desconhecido”. Mas, de uns tempos a esta parte, as solicitações estão se tornando mais constantes e algumas até raiando a impertinência, então, resolvi atender ao pedido. Todavia, posso adiantar que, para a decepção geral, minhas opiniões, via de regra, discordam da opinião dominante, são politicamente ultra incorretas e chocarão certamente a sensibilidade burguesa.

quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Presos Políticos?

Toda a imprensa burguesa cobriu a prisão da primeira leva de ladrões do Mensalão, com direito à fuga de um deles, e a “opinião pública” impacientou-se em saber se o “pobre coitado” do José Genoíno, “gravemente doente” cumpriria  pena em sua própria residência... , e aguarda inquieta a informação de quando os demais condenados serão recolhidos ao xilindró.

Aqueles ladrões que são do PT e de esquerda alegam que estão sendo perseguidos por razões ideológicas – são comunistas – e se consideram “presos políticos”. A imprensa burguesa em momento algum diz à “opinião pública” que a quase totalidade dos Juízes do Supremo são também comunistas e nomeados nos Governos de Lula e Dilma (que são marxista-leninistas), e que, portanto, a alegação dos réus é simplesmente uma grossa mentira com vistas a manter na ilusão os militantes comunistas jovens, destituídos de juízo crítico, que estão protestando nas ruas contra a prisão.

Na verdade, o que estamos assistindo é um expurgo branco dos quadros dirigentes do PT, orquestrado certamente pelo próprio Lula, com a cumplicidade de Roberto Jefferson. E o José Dirceu e seus cúmplices podem se considerar com sorte, pois, vivêssemos sob a “ditadura do proletariado” que eles tanto almejam, já estariam fuzilados.

Então, eles não são “presos políticos”? Não. Eles foram presos por conta da disputa interna pelo Poder no PT. Quando muito podemos dizer que foram “vítimas da politicagem”, e, é claro, da própria ganância, do roubo que praticaram no erário público. São, antes de qualquer coisa, LADRÕES, que estão sendo punidos porque é do interesse da facção que está dirigindo o PT no momento, não existisse tal disposição, todos estariam soltos e roubando ainda a Nação Brasileira.

E há – mesmo na esquerda – alguém tão ingênuo que acredite que estes são os únicos corruptos do governo marxista que infelicita o Brasil? Se me permitem o uso uma imagem muito pouco original, porém, bastante clara, estes réus do Mensalão são apenas a “ponta do Iceberg”.


Anauê!

Nenhum comentário:

Postar um comentário